Image: Projeto Expansão Corumbá da mina ao trans-shipment

1 min read

Projeto Expansão Corumbá da mina ao trans-shipment

Location
Brazil, Paraguai e Uruguai
Client
Rio Tinto Iron Ore
Timeframe
2007 - 2008

A Ausenco concluiu com sucesso o estudo de viabilidade e na sequência assinou o contrato EPCM para o Projeto Expansão Corumbá.

O contrato considerou uma nova planta de beneficiamento do minério de ferro e transporte de 10 Mtpa da mina próxima cidade de Corumbá-MT, até os navios do tipo capesize atracados no Río de la Plata, Uruguai. Os planos de expansão para aumentar a produção para 20 mt/ano também fizeram parte do contrato.

O projeto incluiu:

  • Definição da frota de equipamento de mina
  • Planta de beneficiamento e sistema de capacitação de água
  • Um transportador de correia de longa distância de 30 km com curvas complexas da mina até o porto fluvial
  • Porto de carregamento de barcaças e instalações de de secagem
  • 19 rebocadores, 200 novas barcaças, instalação de manutenção de barcaças, e logística para transporte do produto por 2.500 km, descendo os Rios Paraguai e Paraná
  • Porto de descarregamento da barcaça e carregamento do navio no porto no Rio Uruguai
  • Navios do tipo Panamax e operação de transshipment para navios Capesize ancorados, próximos a região costeira de Punta del Este

Os Ativos do Projeto Corumbá foram vendidos para a Vale em 2009. O EPCM foi iniciado mas não foi concluído.

Em dezembro de 2014, foi anunciado que a Vetorial Siderurgia, uma subsidiária da Vetria e que atualmente, detém os direitos minérários e é a proprietária da mina Corumbá. A Vetorial Siderurgia está atualmente aguardando a autorização e as permissões sejam aprovadas pelo governo, para continuar com as operações na mina Corumbá e trabalhar em sua expansão.